NUNO GONÇALVES

PEDRO CATELA DO VALE

É uma parceria liderada pelos Arquitectos Nuno Gonçalves e Pedro Catela do Vale, fundada em 2010 com a abertura do seu primeiro escritório em Luanda ainda sobre o nome de Luand’arq Arquitectos Associados.
Iniciam ambos formação académica em Lisboa a partir dos anos 1990. Concluem o mestrado pela Universidade Lusíada de Lisboa. Durante esse período acompanham in loco as grandes transformações estéticas globais, assentes na liberdade de uma manifestação cultural das artes que é condiscípula, no tempo, da arquitectónica de inovação, e da tradição – nova e antiga.

A ligação cultural a um mundo aberto ao conhecimento, e a partilha de experiências culturais, que encontram nas viagens pelo mundo, a matriz Portuguesa e a marcante escola de São Paulo no Brasil já mais tarde, desencadeiam um campo fértil para uma visão exponenciada com raízes na Arquitectura Modernista Tropical de Luanda produzida a partir dos anos 1950.

Em 2013 vencem o concurso público para a sede do Pólo de Desenvolvimento Turístico de Calandula, em Malange, Angola.

Em 2016 participam no concurso internacional Anglostar, na emblemática orla marítima da ilha de Luanda reforçando a sua posição enquanto Atelier de referência em Luanda.

Em 2017, a A78 – ARQUITECTOS ASSOCIADOS dispõe-se a alargar os horizontes e abre escritório em Lisboa, Portugal.

Em 2020 vencem dois concursos de relevo, a Sede da Bolsa de Divida e Valores de Angola e as torres satélite, um conjunto habitacional com 180 apartamentos.

A actividade do Atelier 78 revela-se intelectualmente interessante na sua dinâmica filosófica de abordagem.

Estão associados a projectos de distintas escalas. Incluindo pavilhões temporários de exposições, galerias de arte, museus, hotéis, restaurantes, banca comercial, residências particulares e santuários religiosos tendo no momento várias obras concluídas entre Luanda e Lisboa.